A Lista

Antes de tudo, um agradecimento ao nosso amigo Tcheloco, por manter o Alerta Geral na ativa enquanto alguns de nós estavam: a) muito ocupados (provável caso do Trezentos) ou b) muito preguiçosos (com certeza o meu caso).

Avante.

Bem, este post não estava planejado. Não que eu tenha muitos planejados, mas algumas idéias passam pela minha cabeça de vez em quando. Mas este, em particular, não. Eis que, enquanto eu aguardava minha excelentíssima senhora para almoçarmos juntos perto do local de trabalho dela, folheava uma revista e me deparei com a letra de uma música do Oswaldo Montenegro. É fato que muita gente considera o cara um chato – já foram feitas muitas piadas sobre isso – e eu realmente não gosto de tudo que ele faz, mas também é fato que eu gosto de várias músicas e muitas vezes ele acerta em cheio, letra e música, como é o caso de “A Lista”.

Não vou ficar analisando aqui a letra da faixa em questão até porquê: a) eu não sou muito bom nisso e b) acho que ela é bastante compreensível e – principalmente – efetiva na sua simplicidade.

E sempre me atinge em cheio quando eu leio – ou escuto.

Para refletir, nem que seja só um pouquinho.

A Lista

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais…
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar…
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

(Letra e Música: Oswaldo Montenegro)

No vídeo, ao vivo, uma versão um pouco diferente da original.

“Quantas canções que você não cantava, hoje assobia pra sobreviver?”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: