Minha babá, a TV 9

Flash Gordon.

Não o filme. Não o seriado feito para o cinema. Mais próximo dos quadrinhos, produzido por Lou Scheimer e Norm Prescott, a dupla picareta fez história na televisão e transformou a obra de Alex Raymond uma boa série. Talvez a única coisa realmente boa que eles fizeram na vida.

Qual o motivo disto estar no meio de seriados? Porque é um seriado, nos moldes dos antigos seriados para o cinema. Em capítulos, com uma história rápida, contada de forma ágil e sem enrolação. A diferença está apenas na produção, que é um desenho animado de tecnica primorosa.

A principal delas é a rotoscopia, que consiste em ter referencia filmada de pessoas e usar esses quadros para desenhar sobre eles. Hoje a computação gráfica usa uma técnica parecida, capturando os movimentos dos atores através de roupas especiais que transferem os movimentos direto para o computador.

Não sei se é saudosismo, mas a rotoscopia tem para mim um resultado espetacular. Talvez porque não dependa de software e hardware. Não menospresando o talento de programadores que simulam situações e cenários, mas sim porque o talento desta antiga técnica esteja nos acetatos, tintas, canetas e pincéis controlados pelas mãos de artistas.

Este link que está aí é do filme, finalizado em 1982, com duração de 90 minutos, talvez um pouco mais. É uma reorganização das duas temporadas do seriado Flash Gordon produzidos em 1979 e 1980, não sei se picareteando o lançamento do filme Flash Gordon, de Mike Hodges, mas que com certeza é um tremendo abacaxi. Tanto que os atores queimaram tanto o filme ali que alguns nem tiveram outra chance na telona.

Com novas cenas, refazendo algumas, criando outras e editando tudo de novo o resultado no fim ficou muito bacana.

Óbvio que não é assim uma animação Disney. Muita coisa ali parece antiga. Mas tem um charme de Klássico… com K maiúsculo, que é para deixar mais bonito.

Tudo começa em Varsóvia… 1939.

Anúncios

Uma resposta

  1. Bah, desse eu também não lembro…
    Lembro daquele outro, “Defensores da Terra”, que tinha o Flash Gordon, o Mandrake, O Fantasma…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: