O baixinho que toca baixo

simpsonsfolkSenhor Burns, Smithers, Ned Flanders, Reverendo Lovejoy, Kent Brockman, doutor Hibbert, Lenny, diretor Skinner, Otto, Rainier Wolfcastle… O que essas figurinhas folclóricas têm em comum, além de, obviamente, serem personagens dos Simpsons? Todas compartilham a honra de serem dubladas pelo mesmo sujeito, o pequeno grande Harry Shearer, um californiano de apenas 1,67m, mas cujo talento é inversamente proporcional ao tamanho.

Lá pelos idos de 1984, pouco antes de parar em Springfield, Shearer saudava os deuses do rock and roll como o baixista Derek Smalls, em This is Spinal Tap, o falso rockumentário de Rob Reiner. O episódio da réplica de Stonehenge modelada em escala inadequada é um dos pontos altos da história da comédia em todos os tempos. A vida imitou a arte: um quarto de século depois a banda continua na estrada, como podemos conferir nesse clip com os sessentões Shearer, Michael McKean e Christopher Guest provando que ainda são a Majestade do Rock.tap_horn

Mesmo antes do nascimento do próprio rock, aos 10 anos de idade, Harry Julius Shearer já trabalhava no cinema: estreou em 1953, em Abott & Costello no planeta Marte. A convivência com os criadores da célebre rotina Who’s on the first? deve ter influenciado o menino. No mesmo ano ele ainda apareceria no épico O Manto Sagrado, o primeiro filme a ser exibido no formato Cinemascope. Por aí dá perceber que o cara já tá rodando há algum tempo…

abc_harry_shearer_090609_sshAlém dos trabalhos como ator e músico, o versátil Shearer também já dirigiu um filme, Teddy Bear’s Picnic (2002), e escreveu vários livros.  Ainda assim, creio que sua maior façanha é a de  ter sido primeiro camarada a pronunciar pérotap_on_simpsonslas como:

“De que valeria o dinheiro se não pudéssemos usá-lo para inspirar terror ao próximo?” (Monty Burns).

“Essa assim chamada ‘nova religião’  não passa de um amontoado de rituais estranhos e cantos, criada apenas para tirar o dinheiro dos tolos. Agora vamos rezar 40 vezes a oração de Nosso Senhor, mas não sem antes passarmos a sacolinha.” (Reverendo Lovejoy)

“Lembro daquele gentil visitante dos céus que veio à Terra… E então morreu… Somente para ser trazido novamente à vida. Seu nome era… E.T.! Adoro aquele sujeitinho…” (Lovejoy, novamente)

Essas e muitas outras frases e diálogos antológicos da série podem ser conferidos aqui, no idioma original.

Anúncios

6 Respostas

  1. Se não em engano, essa história da réplica de Stonehenge modelada em escala inadequada aconteceu com o Black Sabbath na época que o Gillan era o vocalista… Tenho que confirmar no encarte do cd…

  2. Born Again… Cruizcredo!

  3. Tenta ouvir o “Born Again – Unmixed Demos”, o disco antes da mixagem final (que foi o que arruinou a obra)… É interessante de ouvir. É outro disco.

  4. http://www.black-sabbath.com/discog/bornagain.html

    “The Stonehenge stage was the direct inspiration for the Stonehenge gag in the movie This is Spinal Tap”.

    Ian Gillan: We were up at a company called LSD (Light and Sound Design) in Birmingham, and the lighting engineer asked if anyone had any ideas for a stage set. Geezer Butler suggested Stonehenge. “How do you envisage it, Geezer?” asked the engineer. “Life size, of course,” replied Geezer. So they built a life-size Stonehenge. We hired the Birmingham NEC to rehearse in and they couldn’t get these bloody things in there. We opened in Montreal and Don Arden had hired Maple Leaf ice hockey stadium for a week, so they shipped the set over there and could still only get a few of those damn stones up, one each side of the stage, one behind the drums and two cross-pieces.

  5. The Stonehenge stage was the direct inspiration for the Stonehenge gag in the movie “This is Spinal Tap”.

    (http://www.black-sabbath.com/discog/bornagain.html)

    Ian Gillan: We were up at a company called LSD (Light and Sound Design) in Birmingham, and the lighting engineer asked if anyone had any ideas for a stage set. Geezer Butler suggested Stonehenge. “How do you envisage it, Geezer?” asked the engineer. “Life size, of course,” replied Geezer. So they built a life-size Stonehenge. We hired the Birmingham NEC to rehearse in and they couldn’t get these bloody things in there. We opened in Montreal and Don Arden had hired Maple Leaf ice hockey stadium for a week, so they shipped the set over there and could still only get a few of those damn stones up, one each side of the stage, one behind the drums and two cross-pieces.

    (http://home.swipnet.se/sabbath83/)

  6. Me fez lembrar de uma frase antológica do Lovejoy: “Quando uma coisa é aprovada pelo governo, não é mais imoral”.
    Mas realmente eu não sabia que todos esses personagens eram dublados pela mesma pessoa, fiquei surpreso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: