Mort Drucker, versão 8.0

mort

Drucker em 2000

Drucker em 2000

Mês passado, mais precisamente no dia 22, o mestre da caricatura Mort Drucker completou 80 anos. Novaiorquino do Brooklyn, Drucker ocupa cadeira cativa na memória afetiva daqueles que, como eu, tiveram sua educação a cargo da revista MAD. Um talento único, que mais do que simplesmente buscar a similitude, conseguia captar a aura do caricaturado: basta um rápido olhar que imediatamente reconhecemos o original. Façamos um teste: logo abaixo há seis trabalhos do cara. Os nomes das vítimas estão nos comentários. Vamos ver quantas você consegue identificar…

Fácil demais...

Fácil demais...

Em 1956, pouco após a partida do lendário editor Harvey Kurtzman, Drucker ingressou na MAD, pelas mãos do recém-empossado (e não menos lendário) Bill Gaines. Reza a lenda que Gaines teria condicionado a contratação de Mort ao resultado de um jogo dos Brooklyn Dodgers: se eles ganhassem, o desenhista seria admitido nos quadros da revista. Os Dodgers venceram. Mort Drucker permaneceria na MAD pelas próximas cinco décadas!

Ao longo dos anos, Drucker também trabalhou na DC Comics, desenhando o gibi War Stories. Aventurou-se no mundo da animação, ilustrou muitos livros infantis e inúmeras capas de revistas, como a TIME. anthraxstateofeuphoria_improved1Conta em seu currículo com uma curiosa incursão no universo do thrash metal, desenhando a capa do álbum  State of Euphoria (1988), do Anthrax. Mas foi seu trabalho na MAD que o notabilizou; em particular, as paródias de filmes e séries made in USA. Sua marca registrada eram aqueles grandes painéis de uma ou duas páginas, que geralmente abriam as histórias. Uma espécie de retrato em grupo, onde os personagens eram apresentados junto com alguma piadinha infame.

warwrld4

Esse painel é de Mort.

Apesar do atraso de quase um mês, o AG não podia deixar de homenagear essa figuraça.

Anúncios

2 Respostas

  1. Em riba: Woody Allen, Jack Black e Johnny Depp.
    Em bacho: Tom Cruise, Leonard Nimoy e Russell Crowe.

  2. Grande homenagem.
    Mas Espantalho, se tu mesmo disse que era fácil demais — e tinha razão, é —, pra que colocar o gabarito?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: