Velha e boa forma

Grumpy Old Man
Grumpy Old Man

Cometi o mesmo erro que o personagem do Clint Eastwood: julguei o livro pela capa. Assim como o veterano da Coréia Walt Kowalski fazia juízo das pessoas apenas pela cor de sua pele, formei minha opinião sobre Gran Torino através  do trailer, que insinuava mais um daqueles macho movies convencionais, em que o protagonista toma a justiça em suas próprias mãos e acerta as contas com os bandidos na base de frases feitas e tiros de 44. Grande erro. Eu devia ter dado mais crédito ao velho Eastwood, que já há um bom par de anos abandonou  seu lado Harry Callahan .

"Oh, I am in peace."
“Oh, I am in peace.”

Gran Torino é um drama honesto sobre amizade e tolerância, vida e morte, sacrifício e redenção. Tudo isso sem nunca perder o senso de humor. E justo quando parece que as coisas vão se encaminhar para a tradicional solução Desejo de Matar, o Bom Velhinho dá provas de que ainda consegue nos surpreender (e emocionar), mostrando porque é um dos maiores cineastas vivos.

Anúncios

4 Respostas

  1. Foi ele mesmo quem disse em alto e bom tom o que viria a partir de dado momento. Em White Hunter, Black Hearth, Eastwood interpretava um Eastwood/Huston ou justamente o contrário, não importa. Só que naquele momento em que Clint diz aquela fala do filme, não era o personagem, era ele mesmo. Ele estava falando com a platéia. Achei genial naquele momento, hoje, revendo tudo que este senhor fez, acho ainda mais genial. A frase era mais ou menos assim:
    – Posso fazer muitos filmes na minha vida, mas se fizer apenas um ou dois filmes bons, me darei por satisfeito.
    Genial.
    Principalmente porque ele fez muitos filmes bons. Só que como diz a letra da música dos Gorillaz, ele deveria estar satisfeito, mas não está. Ele não está feliz porque sempre tem alguma história ainda melhor para contar.
    Eu era fã dele como pistoleiro, como policial linha dura, como o único cara sério numa comédia… hoje vejo Clint Eastwood como o último dos grandes… E o único que não se dá por satisfeito.

  2. Dos “mais novinhos”, é o melhor que tem.

  3. Ah, que filme honesto.Mais do que isso, se insere na longa linhagem de filmes de homem.E só o Clint Eastwood consegue convencer como um velhinho capaz de assombrar gangues com a ponta do dedo e dar porrada com a mão inteira.E a cena da barbearia? Hilária… O que mais me impressionou foi a figura do Clint, incrivelmente imponente – ainda mais com aquela voz cavernosa dos infernos. E a capacidade de fazer um filme correto, sem penduricalhos, no ritmo certo, como quem domina tão bem arte que realiza que não precisa de subterfúgios grandiloquentes para conquistar o espectador. O velhinho conhece os atalhos da tela.

  4. Não vi ainda, mas estou deveras curioso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: