Feliz Ano Passado.

Você acha realmente que 2009 será um ano melhor, cheio de prosperidade?

Sinceramente, eu não.

Não sou pessimista, realmente acho que o mundo tem jeito. Só que todo mundo sabe que as coisas só tendem a piorar.

Para começar, vou ter que aprender a escrever novamente,  já que em janeiro entra em vigor o novo acordo da língua portuguesa. Só isso é para tirar o ânimo de qualquer um…

Depois, o petróleo continuará sendo fonte de riqueza e cobiça. Os EUA e suas empresas maravilhosas continuarão a explorar o mundo de maneira vil.  Filmes ruins e continuações piores continuarão a ser realizados. Teremos outra safra de mulheres-vegetais que distraem o povo do que é importante.

Teremos mais enchentes, secas, alagamentos, nevascas fora de época e mais efeitos climáticos causados pelo aquecimento global.

Teremos mais uma nova coleção de roupas absolutante ridículas. Teremos outras várias celebridades que vendem o que não precisamos.

Produtos novos, feitos com a exploração humana em todos os níveis, para você comprar nas lojas de 1,99. Menos peixe na lagoa dos patos, mais seca na região norte, salários mais apertados e tantas outras coisas que ninguém quer falar.

Não teremos a cura para o câncer, nem para a AIDS, nem qualquer outra coisa que realmente é literalmente vital para alguém. Não teremos investimento na ciência, não teremos desenvolvimento nem evolução.

Será apenas outro ano, mais um signo apenas, substituindo o que vale 8 pelo que vale 9. Nada além.

Isso não é pessimismo, como os iludidos de plantão vão pensar que é. É apenas realismo. Enquanto existir igreja, dinheiro e vaidade, nada será diferente.

Como diria Frank Miller, lá em 1985, o mundo não mudou. Só ficou mais velho e sujo.

Anúncios

4 Respostas

  1. Quem parece partilhar da visão do nosso amigo iconoclasta aí é o (genial) antropólogo Marshall Sahlins. Num livro recente, Esperando Foucault, ainda, ele diz que todos os problemas do mundo se resolveriam com uma única palavra: ateísmo. Não sei se resolveria meu problema de pedra no rim, mas que o mundo seria melhor se houvesse mais razão e menos fé, isso lá seria.

  2. É como diz a máxima:
    Pensando no pior quase sempre se adivinha o futuro

  3. Com mais razão, talvez alguém não fique esperando a cura divina e indignado com isso, resolva o problema de pedra no rim de todos que padecem deste mal.

  4. Cada vez mais próximos do futuro do Blade Runner e não do Star Trek.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: